Apagão e babaquismo

Na última sexta-feira (26/10/12) houve um apagão em boa parte da região nordestina do país, o que por si só é algo terrível. Semáforos apagados causando problemas no trânsito, sistemas de segurança desasegurados, hospitais públicos que dificilmente possuem sistemas de emergência ficam a mercê da espera para trarar os muitos pacientes que sempre existem. Sem contar, que sem ventilador não dá pra dormir.

Segundo o Jangadeiro OnLine [1], o apagão pode ter sido causado por um incêndio nas linhas de transmissão entre Tocantins e Maranhão, demorando cerca de uma hora para reparar o fornecimento e mais algum tempo para as distribuidoras de energia restabelecerem seus serviços. Além do problema geral de infraestrutura e o prejuízo econômico e de saúde causado, mais uma vez eu fui lembrado de um problema mais grave que ataca nosso país: a “babaquice”!

A Babaquice é um fenômeno social e por vezes pode tomar formas psicopatológicas, causando preconceitos e discriminações que ressaltam a pior qualidade do ser humano moderno, falar sem saber. O que isso tem a ver com o apagão, você pergunta. Bem, acontece que o tal escurão motivou algumas pessoas da minha terra regional, no sul/sudeste, a fazerem tuitaços zoando o nordeste pelo seu infortúnio. Basicamente, agirem como alguém que vê uma pessoa levar um golpe na cabeça e chega perto para cutucar a cabeça do tal, dizendo “como você é burro.”, como se a culpa fosse dele. Exemplos:

Mas isso não é um caso isolado, a baquice rola solta o tempo todo:

Foto: Blog PoP

Perdoem a arrumação das imagens. Mas eu quero deixar bem claro minha opinião aqui: essas pessoas acima são babacas. Não por serem sulistas, sudestinos ou elites, mas por simplesmente falarem da boca pra fora aquilo que não sabem. Às vezes é pior que isso, falam sem base, sem nada que fundemente o que dizem. Isso é conhecido na era da internet como “trolls”. O ato de trollar é zoar e falar sem ter razão alguma, xingar, discriminar e irritar, sempre querendo sair como o bonzão que falou tudo certo. “Troll” é só um novo nome, mas esse tipo de pessoas sempre existiu. Babacas.

Então vamos esclarecer aqui. Eu sou paulistano, gosto da minha terra, com toda sua urbanização e poluição. E vivo no nordeste, em uma cidade chamada Aracaju, no estado de Sergipe, um lugar que também possui urbanização e poluição. Basicamente o fim do mundo. E eu digo isso de brincadeira, por que é o menor estado do país, que eu só soube que existia quando me mudei para cá. Bem, por menos que eu goste de calor, isso não é motivo para odiar essa terra, quanto menos as pessoas daqui. Na verdade, eu aprendi a gostar do que o nordeste tem a oferecer, mesmo detestando passar calor. Por que uma coisa não anula a outra, são coisas diferentes. E é nesse ponto que eu fico perplexo com esses “elitistas de twitter”, que põe bossa de serem melhores porque moram em São Paulo ou no sul. Eles se quer sabem o que é o nordeste, o que existe aqui ou a relação dessa parte do país com o mundinho deles. Desconhecem personalidades da região, a cultura que possui e a história. Ei, eu não conheço muito disso aí também, mas se eu quisesse falar bem ou mal, eu certamente iria pesquisar para falar ao invés de ficar no “O nordeste é lindo pq tem praia e moro aqui.” ou no “O nordeste só tem preto e pobre e seca e blablabla”. Nenhum desses dois argumentos é válido.

E agora vamos esclarecer outra coisa. Existem babacas no nordeste também. Pessoal, babacas não existem por regiões. Eles só existem. A região onde eles vivem só pode ser capaz de definir sobre o que ele vai ser babaca. E agora outro esclarecimento. Nem todo paulista, sulista ou sudestino é um babaca preconceituoso. Acontece que, como no mundo inteiro, os babacas possuem uma voz maior, se aproveitam do seu direito à expressão e opinião e abusam até cruzar limites. Os anti-babacas, chamarei aqui de “esclarecidos” para dar contraste, se abstem de falar do que não sabem. E se possuem uma opinião forte, procuram embasar o que dizem. Eu acredito piamente nisso, mas eu to desviando do assunto.

Voltando a questão original, esse post vem tratar do absurdo que é ainda existir discriminação por preconceito. Preconceito todos têm, é inato. Preconceito é criar uma idéia de um assunto antes de pesquisar e entender, discriminar é agir contra algo ou alguém baseado em suas convicções pessoais. Os babacas discriminam baseados em seus preconceitos. Daí surge discriminação racial, social, regional, cultural,…

Discriminar o nordeste dizendo coisas como ‘Lá tem energia elétrica?’, ‘O nordeste nunca chove, é seco o tempo todo’, ‘Nordestino é tudo preto e pobre cheio de filho’ e outros afins. Os babacas que dizem isso são os mesmos que se irritam quando o estrangeiro vem para  o Brasil e diz “Eu achava que aqui só existia a Floresta Amazônica e o Rio de Janeiro. Salvador é a capital do Brasil, né? Você dança samba com frutas na cabeça?”. Bem, babaca, você mereceu essa. Quanto ao resto de nós, nós respiramos e explicamos a verdade, para o turista e para os imigrantes.

Falando de verdades, aqui vai uma. Existe um êxodo bem forte de pessoas que se mudam do sul/sudeste pro norte/nordeste pois acreditam que aqui a qualidade de vida deles vai ser melhor. Em questão de poluição, isso é provavelmente verdade. Mas aqui ainda é Brasil.

Então, eu quero deixar uma mensagem. Vamos procurar não nos irritar com os babacas, mas sim, manter uma posição de diálogo. Não adianta querer retaliar por vingança, pois esse é o caminho para o lado negro da força, que gera babacas. Se você ouve um babaca dizendo coisas sem-noção, tente algo bem simples para desarmá-lo. Pergunte “Por quê?” (discurso socrático). As chances são de que ele ficará mudo, e então, nossos ouvidos ganharão a questão. Quanto mais babaca ele for, mais ele se enterrará em argumentos pífios como “Affs, você deve ser um deles.” ou outras estranhezas.

Questões como o #ApagãoNE levantam outras questões sociais, como essa do preconceito. Viver em sociedade sempre foi um desafio, mas temos de procurar a melhor maneira de conviver, e isso não pode ser alcançado se você arranja brigas sem sentido irritando seus vizinhos. Isso vale para qualquer situação social, como a questão de música alta no ônibus, por exemplo.

Tudo isso (apagão, babaquismo, convivência, informação, etc.) podem ser evitados com reforços educacionais e de melhoria em ensinos. Criar cidadãos melhores hoje para um futuro mais pacífico e eficiente amanhã. Invista em educação básica, eduque para respeitar o próximo, reforme a legislação regulatória de todos os setores da indústria. Resolvendo assim, babacas, preconceituosos e deficiencias de infraestrutura. Falando assim parece fácil, né?

~Pedro Dias

Fonte:

[1] http://www.jangadeiroonline.com.br/ceara/apagao-e-causado-por-incendio-em-equipamento-diz-ons/

Anúncios
Comments
3 Responses to “Apagão e babaquismo”
  1. Belo texto! Foi exatamente nessas coisas que andei pensando. Achei babaquice, mas não devemos generalizar; há muitas pessoas do sudeste/sul de bom caráter, bom coração. E outra, quantos de nós aqui no NE fala que gaúcho é viado (ainda tento entender como viado é um xingamento), ou fala que Acre não existe, e por aí vai. Apontar pro erros dos outros é fácil; difícil é reconhecer seus próprios erros. Nao estou defendendo essa galera (claro que não!), mas acho que devemos dar menos importância a isso. É como você disse, babacas têm em todo lugar e têm vozes mais altas. Abs!

    • Dias. Pedro disse:

      Exatamente. Algo que eu tava conversando com um pessoal agora a pouco, que não tem nada a ver. Às vezes você vai encontrar algumas pessoas que tem muita convicção no que acreditam. Se você argumentar e eles continuarem como disco arranhado, apenas sorria e acene e deixe quieto.

  2. Fernando disse:

    Queria ver zuarem agora, temos bastante água aqui e vcs? kkkkkkkkkk o mundo da voltas.

Cuspa pensamentos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Política em Blog

Por Leonardo Távora | Para entender e discutir a política!

World Fabi Books

Mundo alucinado de Fabi

%d blogueiros gostam disto: